Avaliação Psicológica

Segundas

16:30

O QUE É?

A avaliação psicológica é um ato exclusivo dos psicólogos e permite a identificação e compreensão da estrutura de personalidade e funcionamento mental da pessoa, sendo essa informação útil para a elaboração de propostas de acompanhamento psicológico ou recomendações em áreas ou perturbações psicológicas apresentadas. Pode ser solicitado pelo próprio, pelos pais (quando se trata de um menor) ou através de entidades jurídicas e escolares, entre outras. 

QUAL O SEU INTUITO?

O propósito da avaliação é de possibilitar uma análise das potencialidades, características e problemáticas do funcionamento psíquico da pessoa. A obtenção dessa informação é útil a um possível acompanhamento com vista a possibilitar o alcance de maior bem-estar ou a resolução de problemáticas existentes. Assim, mediante a obtenção de informação é possível entender qual o método terapêutico mais adequado e eficaz com a pessoa em questão.

No entanto, uma avaliação psicológica pode não ter como passo seguinte um acompanhamento terapêutico mas a recolha de informação pode ser útil para a pessoa, para os pais (no caso de menores) ou para entidades como a escola, o tribunal, entre outros.

Assim, as consultas de avaliação psicológica dividem-se em 3 principais intenções:

  • Definição de um diagnóstico: qual o tipo de problemáticas psicológicas que afetam o paciente 

  • Avaliar capacidades psicológicas 

  • Avaliar capacidades neuropsicológicas

QUAIS OS MOTIVOS PARA SOLICITAR?

Alguns exemplos:

  • Perturbações cognitivas e/ou neuropsicológicas, assim como possíveis estados de deterioração

  • Análise de competências cognitivas

  • Análise da personalidade e do funcionamento psicológico

  • Perturbações da esfera psicopatológica

  • Indícios de estados depressivos ou ansiogénicos

  • Compreensão de dificuldades de aprendizagem

  • Análise das etapas de desenvolvimento nas crianças

  • Avaliação da maturidade escolar

  • Orientação vocacional e profissional

  • Perturbações da esfera sexual

  • Solicitações de entidades como o tribunal, a escola ou a entidade patronal

  • Avaliação da capacidade do condutor

QUAL O PROCEDIMENTO?

A Avaliação Psicológica inicia-se geralmente com uma entrevista, realizada directamente com a pessoa adulta, ou com os pais, no caso dos menores. Aqui, procura-se obter informação relativa ao objetivo da avaliação psicológica, dados da história de vida relevantes para o processo de avaliação (nível afectivo, profissional,escolar,familiar, desenvolvimento, etc). Neste momento é também feita uma primeira recolha de características de pensamento, linguagem e comportamento. A partir desta informação é seleccionado um conjunto de instrumentos de avaliação psicológica que são adequados à pessoa em questão e ao motivo do pedido de avaliação.

Após a aplicação desses instrumentos e da recolha da informação , o psicólogo analisa e interpreta os mesmos. 

No momento seguinte, o psicólogo transmite a informação recolhida através dos instrumentos à pessoa em questão ou aos pais e procura-se reflectir e discutir os mesmos. Assim, é possível a utilização dessa informação para seu próprio auto-conhecimento. É também entregue um relatório escrito que contém as informações recolhidas através do processo de avaliação, possibilitando-se também o esclarecimento de todas as dúvidas que possam existir no mesmo.

 

 

QUAIS OS INSTRUMENTOS?

Na avaliação psicológica utilizam-se as entrevistas e os instrumentos de avaliação, ou seja os testes psicométricos e projectivos. Estes testes existem em número significativo e são validadas estatisticamente e para a população portuguesa, que avaliam com objetividade e subjectividade, num dado momento, o funcionamento psíquico de uma pessoa.

Importa, no entanto, saber que, estes testes são instrumentos auxiliares e que não conseguem aferir a complexidade total da pessoa, para além de estarem afectas a um determinado estado actual.

 

©2020 por Sara Morgado. Criado orgulhosamente com Wix.com