Às vezes... as mães...

Às vezes as mães choram com os filhos…

Às vezes sai-lhes uma gargalhada da alma e os olhos brilham…

Às vezes as mães têm medo.

Outras vezes, acreditam e desenvolvem fé perante o impossível…

Por amor.

Às vezes as mães lutam. Noutras, sentem-se frágeis e perdem as forças.

Às vezes não querem distância. Outras vezes percebem que a distância é importante para os filhos crescerem.

Às vezes as mães dão intermináveis abraços.

Às vezes só precisam de um.

Às vezes precisam de tempo para elas…. Noutras, só querem estar com os filhos.